13:20

10 parcerias musicais que nós pensamos que nunca veríamos

Existem aquelas parcerias que nunca pensamos que veríamos, seja pelo diferente estilo ou gêneros diferentes. Confira uma lista com 10 delas.

No grandioso mundo da música temos uma grande variedade de cantores de vários gêneros, muitos desses cantores fazem parcerias que geram músicas fenomenais, outros nem tanto. Também existem aquelas parcerias que nunca pensamos que veríamos, seja pelo diferente estilo de cada cantor ou gêneros diferentes. Confira agora uma lista com 10 parcerias musicais que você pensou que nunca veria.

Publicidade

10. Joe Jonas e Lil Wayne – “Just in Love” (2011)

Joe Jonas e Lil Wayne
Weezy prova que sempre pode fazer qualquer parceira desde que dinheiro seja certo. Prova disso é essa parceria com Joe Jonas, em um remix cheio de mesmice.

9. Várias atuações de Rock e Hip Hop (Judgement Night: Uma Jogada do Destino)

Judgement Night - Uma Jogada do Destino - Trilha Sonora
Qualquer um que conseguir fazer várias estrelas do rock e rappers barra-pesada juntarem forças em um filme tão inesquecível merece aplausos. Ainda que Emilio Estevez e Cuba Gooding Jr. não brilharam nas telas por falta de química, o par neste álbum (Biohazard e Onyx, Sonic Youth e Cypress Hill) é nada menos que uma grande inspiração.

8. LFO e M.O.P – “Life is Good” (2001)

LFO e M.O.P
Baseado em um nome do grupo, alguém deveria saber que esta seria uma má união. Nunca houve nenhuma luz sobre o Mash Out Posse, Browsville, e Brooklyn duo foi e ainda é conhecido pelas suas batalhas musicais.

7. Eddie Murphy e Michael Jackson – “Whatzupwitu” (1993)



Este é obviamente um caso de um amigo pedindo um grande favor. Por que será que o Rei do Pop desceria sobre o lamentável com um cara em que sua ocupação em tempo integral não fosse a música? Décadas depois, nós ainda estávamos nos perguntando sobre o que estava acontecendo.

6. Nelly e Tim McGraw – “Over and Over” (2004)

Nelly e Tim McGraw
Em 2004, Nelly estava bem estabelecido como um rapper que poderia ser sucesso com um cantor R&B. Assim, ninguém esperava que ele, que nos deu “Country Grammar” fosse convidar o cantor country Tim McGraw para este jam que fluía lentamente. E o mais louco? A musica foi um hit ficando em terceiro lugar na Billboard Hot 100.

Publicidade

5. Joe Budden e Game – “The Future” (2008)

Joe Budden e Game
Joe Budden começou uma severa batalha com Game, antigo membro da G-Unit. Mas isso não era realmente uma surpresa desde que os dois, Budden e Game, gastaram uma grande parte de suas carreiras fazendo críticas a vários artistas. Anos mais tarde, depois de Game deixar a equipe de 50 Cent. Ele estendeu a mão para acalmar as coisas. E isso, eventualmente o levava ao “The Future“. Infelizmente, a música foi um esforço sem brilho e os planos de letra não era o que se podia esperar dos dois.

4. Wale e Kid Cudi – “Focused” (2001)

Wale e Kid Cudi
Wale e Kid Cudi começaram como amigos, mas depois de uma briga alimentada pelo ciúme e desentendimento, Cudi caiu como uma piada clássica de uma reportagem da capa Complex. Então foi uma surpresa quando os dois se telefonaram e resolveram suas diferenças alguns meses depois. O resultado disso foi um som estonteante do álbum Folarin’s, “Ambition“.

3. Dr. Dre e Ice Cube – “Natural Born Killaz” (1994)

Ice Cube e Dr. Dre
Quando Cube lançou “No Vaseline“, um registro severo de 1991 ofendendo seus antigos irmãos N.W.A, a ideia de ele sempre trabalhar com qualquer um deles se parecia com uma sensação de quase morte. Quando Cube e o Dr. Dre voltaram a conversar, obtiveram o seu melhor resultado de Gangsta Rap.

2. Nas e Jay-Z – “Black Republicans” (2006)

Nas e Jay-Z
Em “Takeover“, Jay-Z fez seu melhor para levar a carreira de Nas ao fim. Em “Ether” Nas ofende Jay-Z sem nenhum problema. Sem erros, a batalha entre Jay-Z e Nas foi uma guerra lírica sem tabus. E então de qualquer maneira, a coisa toda foi varrida para debaixo do tapete. Bastou uma boa decisão para que os dois Rappers mais finos perceberem que era hora de seguir em frente. Pressionados pelo peso da expectativa de seus fãs, esta forte colaboração antecipada foi um pouco frustrada – mas isso ainda vai ficar para a história.

1. Rihanna e Chris Brown – “Birthday Cake” (2012)

Rihanna e Chris Brown
Três anos depois do mais infame caso de violência doméstica na historia da música pop, o que nos levou a pensar que a mulher com o rosto machucado pelas mãos do homem, ainda assim o teria convidado para cantar a sua música? Talvez o relacionamento fosse mais doce do que pensávamos. Talvez eles ainda fossem carinhosos um com o outro. Na realidade eles lançaram não apenas um, mas dois remixes – ele lançou “Turn Up the Music” e ela “Birthday Cake” ambos apresentando uma energia cintilante. Julgando pelo som de suas músicas, Chris Brown e Rihanna perderam muito um ao outro. E pensar que ambos os sons estão musicalmente no ponto.

Publicidade

Compartilhe:

Curta-nos:


Leia também