12:26

Límulo, o caranguejo-ferradura

Conheça o caranguejo-ferradura, ele é praticamente o mesmo há mais de 400 milhões de anos, vive nas profundezas de mares e oceanos e tem o sangue azul.

O caranguejo-ferradura tem uma das formas mais estranhas que um animal pode vir a ter. A família Límulo (como também é conhecido) possui quatro variedades: uma nativa do Japão, duas nativas da Índia e um nativo do leste dos Estados Unidos.

Caranguejo-ferradura
Apesar de ser chamado de caranguejo-ferradura, e também possuir o mesmo número de pernas e pinças que um caranguejo – dez pernas e uma pinça – ele é mais estreitamente relacionado com aranhas do que com caranguejos.

Eles são os parentes vivos mais próximos dos trilobitas, que são conhecidas graças a seus fósseis, bastante comuns.

Os caranguejos-ferradura mantiveram-se inalterados desde a sua primeira aparição no registro fóssil, de 400 milhões de anos atrás no período Devoniano. Ou seja, os caranguejos-ferradura se confortaram e não evoluíram tanto.

Eles comem moluscos e vermes, a cada primavera eles vão as praias para o acasalamento, onde ele pode respirar bem, desde que suas guelras continuem úmidas. Depois de colocar seus ovos na areia – de 3000 a 4000 ovos -, os caranguejos-ferradura voltam para as profundezas, onde podem viver por até 20 anos.

Eles têm o sangue azul, que por sinal possui apenas um tipo de célula, que é responsável tanto pelo transporte de oxigênio quanto por defender o caranguejo contra doenças.

Publicidade

Publicidade

Vídeo

Publicidade

Compartilhe:

Curta-nos:


Leia também