10:26

Conheça o Índio do Buraco, o homem mais isolado no planeta

Imagine viver em completo silêncio, sempre correndo, sempre com medo, invisível para o mundo. Conheça o Índio do Buraco, o homem mais isolado no planeta.

Imagine viver em seu próprio mundo, em completo silêncio, sempre correndo, sempre com medo, invisível para o mundo. Esta é a vida diária de um homem solitário na região amazônica do Oeste de Rondônia. Ele é o único sobrevivente de sua tribo. Nós não sabemos quem ele é, o nome de sua tribo ou em que língua ele fala. Seu povo, foi dizimado por pecuaristas que invadiram a região em velocidade impressionante.

Índio do Buraco
Ele é conhecido como “Último de sua tribo” e também “Índio do Buraco“, por causa dos enormes buracos que ele constrói, seja para capturar animais ou para se esconder. Apesar da FUNAI ter escolhido não entrar em contato com ele, certa vez ele atacou Tunio, um empregado da FUNAI.

O homem mais isolado no planeta vive em sob proteção da Amazônia brasileira. Muito pouco é sabido a seu respeito por causa de sua natureza isolada. Eles descobriram sobre ele cerca de quinze anos atrás. Desde então, lançaram inúmeras expedições para tentar localizá-lo, garantindo sua segurança e tentar estabelecer um contato pacífico com ele. Em 2007, o governo declarou que existe uma área de 31 quilômetros quadrados que o cercam, para ser explorada e desenvolvida.

Relações com o homem, entretanto, se tornaram difíceis. Quando ele foi descoberto, descobriram que ele fez pequenas cabanas e nunca ficou em nenhum lugar fixo quando encontrado, sempre se movendo de um lugar a outro.

Casa Índio do buraco
Esses abrigos têm formatos retangulares, e os buracos cerca de três metros. A primeira vez que foi visto, parecia ter trinta anos de idade, e sempre armado com um arco e flecha. Todos os encontros com ele resultaram em alguma tragédia.

Acredita-se que ele é o único sobrevivente de uma tribo que foi perseguida ou assassinada durante a constituição do Brasil em 1988 que proclamavam que nativos podiam ter o direito da terra que ocupavam. Isso incentivou as pessoas a perseguirem e assassinar os índios para desenvolvimento de terras, o que pode explicar sua natureza hostil contra os que vêm de fora.

Até hoje, a FUNAI luta para mantê-lo em segurança, fazendeiros da região não escondem que não vão pensar duas vezes em atirar no índio caso o avistem, devido ao fato de não poderem explorar determinadas áreas devido ao mesmo. A FUNAI estima que o índio hoje tenha entre 50 e 55 anos.

Publicidade

Publicidade

Galeria de fotos



Vídeos



Publicidade

Compartilhe:

Curta-nos:


Leia também