23:51

Cães atores – Onde estão agora?

Eles marcaram época, arrecadaram milhões com seu carisma. Saiba onde estão os cães atores que interpretaram os personagens caninos mais famosos de Hollywood.

Nós nos apaixonamos por alguns atores caninos com o passar dos anos. Da heroica Lassie até o Toto de Dorothy em o Mágico de Oz, e mais recentemente Marley, do filme de Owen Wilson “Marley e Eu”. Enquanto amamos o personagem desses bichinhos nos filmes, o que aconteceu com eles após suas estreias? Eles foram para outros papéis ou foram para o interior e se aposentaram com um suprimento eterno de ossos? Seguimos a história de alguns deles e contamos onde estão agora.

Publicidade

Lassie

Lassie
O primeiro cão a interpretar Lassie era um collie chamado Pal. O personagem de Lassie foi escrito por um autor britânico chamado Eric Knight. A história se tornou o livro “A Força do Coração”, e se transformou em filme em 1943, quando Pal era a estrela. Pal faleceu em 1958, porém Lassie hoje é interpretada por seus descendentes.

A Lassie atual vem da décima geração de Pal. Pela marca do programa, o cão precisa precisa ser branco e marrom com quatro patinhas brancas e um colarinho branco. A Lassie ficcional sempre foi fêmea, entretanto os cães que as interpretavam eram machos, porque os collies machos têm um pelo mais bonito.

Benji

Benji
O Benji original era “Higgins”, uma mistura de poodle, schnauzer e cocker spaniel que foi encontrado em um abrigo animal em Burbank, na Califórnia, treinado por Frank Inn. Higgins originalmente interpretou o cachorro na série Petticoat Junction (spin-off de A Família Buscapé) antes de se tornar o Benji.

Higgins faleceu em 1975, e hoje sua marca passa pela quarta geração, com a segunda fêmea lhe interpretando. O segundo Benji era filha do original, o terceiro apenas um “parente” e o quarto foi selecionado após uma longa procura global.

Toto

Toto
Uma Cairn Terrier chamada Terry interpretou Toto, de o Mágico de Oz. A primeira aparição de Terry foi em um filme de Shirley Temple em 1934. Para se preparar para o filme Mágico de Oz, Terry passou diversas semanas na casa de Judy Garland para conquistarem uma proximidade. Durante as filmagens, Terry recebia US$ 125 por semana, mais do que muitos atores no set recebiam.

Toto 2
Após o filme, Terry estrelou em outros doze filmes e acabou falecendo em 1945. Em 2011, 66 anos após sua morte, Toto ganhou um memorial no Hollywood Forever Cemetery, o cemitério das estrelas. Faleceu em 1945, com 2011 tendo sido construído um memorial na Hollywood Forever Ceremony para Totó.

Frank

Frank
Quem não se lembra do pug Frank, do filme MIB – Homens de Preto? Frank foi interpretado por um cão chamado Mushu. Tim Blaney deu voz ao cãozinho de olhos esbugalhados. Mushu tinha 7 anos quando filmou MIB – Homens de Preto 2. Não se sabe ao certo se Mushu já faleceu ou não, algumas fontes indicam que o mesmo faleceu há algum tempo, em contrapartida a Universal apresenta em seu show “Animal Actors” um pug chamado Mushu, e confirma que o mesmo é o original da franquia MIB.

Publicidade

Eddie

Eddie
Na série Frasier, de 1993-2000, existia um cãozinho peludo no programa chamado Eddie. Ele era um Terrier Jack Russell chamado Moose. Após dar trabalho aos seus donos cavando buracos e latindo, Moose foi considerado o cachorro problemático da sua ninhada e foi enviado a Los Angeles, onde foi treinado para o showbiz.

Moose se aposentou, deixando seu papel de Eddie para seu filho Enzo. Moose faleceu em 2006. Seu legado continua em sua autobiografia “My Life as a Dog”, escrita por Brian Hargrove.

Hooch

Hooch
Beasley, um dogue de Bordéus, interpretou o gigante babão parceiro de Tom Hanks na comédia de 1989, Turner & Hooch. Seu adestrador, Clint Rowe, fez um papel no filme como oficial da ASPCA. Sua morte veio em 1992. Foi responsável por tornar sua raça mais popular.

Após seu papel, Foster, outro da mesma raça, estrelou em General Hospital, enquanto Kalusha De El Siscar, uma fêmea, estrelou ao lado de Sarah Jessica Parker em um episódio de Sex and The City.

Beethoven

Beethoven
Um São Bernardo chamado Chris foi o primeiro cão a interpretar Beethoven, estrelando na primeira e segunda versão. Chris foi adestrado por Karl Lewis Miller, que também trabalhou com cãezinhos dos filmes K-9 – Um Policial Bom Pra Cachorro. Apesar de o original ter falecido após o segundo filme, a série continuou em mais 5 edições. Nos outros filmes, outros São Bernardos ocuparam seu papel.

No filme Beethoven: Corrida para a fama, três animais diferentes foram utilizados. Benz, que fazia os truques; Dolly, que fazia cenas envolvendo os filhotes e Boomer, que era o responsável por babar e fazer cenas mais nojentas.

Marley

Marley
Marley e Eu, o filme adaptado do livro de John Grogan, tinha 18 cães para interpretar o personagem Marley. Os vários atores foram utilizados de acordo com a passagem da vida de Marley. A maioria deles foram resgatados de abrigos, com poucos sendo selecionados de criadores.

Após o filme, muitos dos caninos foram “adotados” pelo elenco e diretores que se apaixonaram durante as gravações no set. O cão utilizado para representar o Marley mais velho hoje faz parte dos Animal Actors On Location no estúdio da Universal em Hollywood, onde convidados podem ver cães adotados realizarem diversos truques.

Publicidade

Compartilhe:

Curta-nos:


Leia também